Sérgio Meneguelli não renova contrato e Santa Casa suspenderá atendimento - Colatina News

Recentes

13/01/2020

Sérgio Meneguelli não renova contrato e Santa Casa suspenderá atendimento

Prefeito das fontes luminosas não tá nem aí pra saúde do povo

O atendimento precário à saúde em Colatina, no Noroeste do Espírito Santo, em virtude da falta de investimento por parte da administração municipal, poderá ficar ainda mais precária depois da decisão do prefeito Sérgio Meneguelli de não renovar contrato de prestação de serviço com a Santa Casa de Misericórdia.

Para tentar evitar que a situação do Município na área de saúde fique ainda pior, a direção da Santa Casa avisou ao prefeito municipal, que se não houver uma definição sobre a renovação do contrato de prestação de serviços em vários setores da saúde, o hospital encerrará os atendimentos que ainda são feitos.

“A situação da Santa Casa serve para mostrar mais uma vez que Sérgio Meneguelli é um mentiroso compulsivo, pois ele disse, ao defender a implantação das milionárias fontes luminosas, que já estava tudo certo entre a prefeitura e o hospital e que o MP estava equivocado”, disse Jesualdo Alves.

Desde 31 de dezembro último, quando o contrato de prestação de serviços foi encerrado, que a Santa Casa de Misericórdia de Colatina suspendeu uma série de procedimentos, dentre os quais consultas de várias especialidades, cirurgias em geral, exames de colonoscopia, mamografia, endoscopia, dentre outros.

Empurrando com a barriga

Várias medidas foram tomadas pela direção do hospital para contornar a situação, inclusive contato com a Secretaria Municipal de Saúde, mas nada foi resolvido e a administração de Sérgio Meneguelli continua empurrando com a barriga uma decisão de extrema importância para o cidadão colatinense.

Para piorar ainda mais a situação, Sérgio Meneguelli não comunicou a não renovação do contrato aos municípios que enviam verbas à prefeitura de Colatina para que pacientes de suas cidades sejam atendidos. “Esse prefeito é um irresponsável. Essa situação é desagradável”, comenta Rafael Vieira Santos.

O prazo para resolver o impasse termina na terça-feira, 14, e caso não haja uma definição por parte de Sérgio Meneguelli, os atendimentos de maternidade em geral e urgência e emergência serão suspensos. “Por causa da molecagem do prefeito, pessoas de outras cidades também são prejudicadas”, finaliza Rafael.

Vale lembrar que o prefeito Sérgio Meneguelli pretende gastar quase R$ 2 milhões na construção de quatro fontes luminosas, sendo três na Avenida Moacir Dalla, e uma no centro da cidade, dinheiro que poderia ser utilizado na melhoria no atendimento à saúde e na reforma de várias escolas do Município.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!