Ganância: OAB Regional se coloca ao lado do povo contra exploradores - Colatina News

Recentes

16/04/2020

Ganância: OAB Regional se coloca ao lado do povo contra exploradores

Comércio francisquense acusado de majorar preços

O comércio de Barra de São Francisco, no Noroeste do Espírito Santo, que nunca foi solidário, com a pandemia do Coronavírus que gerou o isolamento social, extrapolou e está metendo sem dó a mão nos bolsos dos consumidores, muitos já combalidos pela impossibilidade de trabalhar pra se manter.

Os aumentos indiscriminados e sem autorização legal se multiplicam em praticamente todos os ramos de comércio, desde farmácias, a padarias e supermercados, ramo de comércio que mais aumento apresentou. Alguns nem se importam com a presença dos clientes e seguem fazendo remarcações.

O descaramento dos donos de comércio não tem limite e nem quem se oponha à falta de solidariedade daqueles que só existem graças ao povo, que nos momentos de dificuldades exploram sem dó. Como Barra de São Francisco não tem Procon, o único órgão que se colocou ao lado do povo foi a OAB/ES.

Incomodado com as reclamações de aumento abusivo pelo comércio francisquense e da região, o presidente da 5ª Subseção da OAB/ES, Raony Scheffer Pereira se manifestou a respeito do assunto e disse que ainda nesta semana abrirá um canal de denúncias sobre as abusividades praticadas.

Presidente da OAB Regional sai em defesa do povo
“Como presidente da OAB Regional ainda nesta semana abrirei um canal de denúncias sobre essas abusividades e, de posse delas, encaminharei representações ao Procon e Ministério Público, que são os órgãos de fiscalização competentes, para que tomem providências”, disse Raony.

Ele aproveitou para lembrar que o consumidor que flagrar aumento abusivo de preços de produtos ou serviços deve denunciar aos órgãos de defesa do consumidor, se possível apresentando provas como data, foto do preço, nota ou cupom fiscal de compra, além de nome e endereço do estabelecimento.

A Câmara Municipal francisquense tem a Comissão de Defesa do Consumidor, mas até o momento não se manifestou em defesa da população, que sofre com a ganância de comerciantes, cujos apetites furiosos por dinheiro, não se importam de explorar pessoas em momentos de dificuldades financeiras.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!