Povo encara com desconfiança projeto de vereador para reduzir salário da classe - Colatina News

Recentes

03/06/2020

Povo encara com desconfiança projeto de vereador para reduzir salário da classe

Vereador Ricardinho da Farmácia

O vereador Ricardo Bonomo Vasconcelos, o Ricardinho da Farmácia, presidente da Câmara Municipal de Linhares, no Norte do Espírito Santo, anunciou pelas redes sociais, que pautará na sessão de segunda-feira, 08, o Projeto de Lei de sua autoria, propondo redução nos subsídios dos vereadores.

De acordo com o Projeto de Lei a ser apreciado na próxima sessão, os subsídios pagos aos vereadores de Linhares teriam uma redução de 75%, caindo dos atuais R$ 6 mil para R$ 1.543,00, mas, caso seja aprovado, só entrará em vigor na próxima legislatura. O Colatina News não conseguiu contato com o vereador.

Ricardinho da Farmácia, que segundo informações já se declarou pré-candidato a prefeito de Linhares, afirma, sem apresentar planilhas, que caso o Projeto de Lei seja aprovado, a Câmara Municipal linharense economizará cerca de R$ 1 milhão por ano, ou mais de R$ 4,5 milhões em quatro anos.

A proposta do vereador foi encarada com desconfiança pela população. Pessoas entrevistadas afirmam que esse projeto de lei tem objetivo eleitoreiro, pois ele teve todo tempo do mundo nos quatro anos para propor a redução dos salários e não o fez, deixando para tomar tal decisão somente em um ano eleitoral.


“Ele já disse que é pré-candidato a prefeito. Não dá pra acreditar em boas intenções de quem pretende ser candidato ao cargo maior da cidade. Ele está fazendo jogada política e tentando ganhar a confiança do povo. Além do mais, isso só vale para os próximos vereadores”, disse Maria das Dores de Souza.

Márcio José não concorda com a redução do salário. “Quando vereadores não tinham salários a corrupção era galopante, pois se vendiam com mais facilidade ao prefeito para aprovação de seus projetos. O salário foi criado justamente para conter a farra que era feita com o dinheiro do povo na compra de vereadores”.

“Há uma ideia errada de que reduzindo os salários dos vereadores haverá economia. Ledo engano. O que se gastará por baixo dos panos para vereadores aprovarem projetos do Executivo é incalculável. É mais fácil comprar um vereador com salário irrisório, do que aquele que ganha bem”, acrescenta ele.

Para o açougueiro Yago dos Santos, a redução deveria ser imediata. “Por que penalizar só os próximos vereadores? O certo seria reduzir o salário com a aplicação imediata da redução, inclusive com a devolução dos valores já recebidos. Apesar de serem eleitos para nos representar, esses vereadores não nos representam”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!