Meneguelli vai à Câmara mas não consegue explicar gasto de quase R$ 500 mil - Colatina News

Recentes

30/10/2019

Meneguelli vai à Câmara mas não consegue explicar gasto de quase R$ 500 mil

Manifestantes na sessão da Câmara na qual o prefeito estava presente

O prefeito Sérgio Meneguelli, de Colatina, no Noroeste do Espírito Santo, esteve na sessão da Câmara Municipal na terça-feira, 29, para tentar explicar o gasto de quase R$ 500 mil em uma obra que teve até o momento apenas medições, limpeza e colocação de lonas pretas nas encostas de dois bairros locais.

Apesar da tentativa, o prefeito acabou foi se enrolando todo, não disse nada com nada, se limitando a falar de suas audiências com ministros, senadora Rose de Freitas e com o ex-presidente Temer. Ignorando os documentos que comprovam os pagamentos, Sérgio Meneguelli fez questão de dizer que era fake news.

Revanchista, o prefeito destoou do assunto principal e pediu à Câmara Municipal que instaure a CPI do Transporte requerida por ele recentemente, afirmando que muitas coisas virão à tona. Ele quis dizer que muitas coisas erradas poderão ser encontradas na licitação do transporte público em Colatina.

Prosseguindo, o prefeito disse que se a Câmara Municipal não abrir a CPI dos Transportes Públicos, “ela estará protegendo o vereador Renan Bragatto, que era secretário Municipal de Trânsito em 2015, ocasião em que se desenvolveu o processo licitatório com incoerências apontadas pelo Ministério Público”.

Renan dá o troco

Renan Bragatto lembra que Sérgio Meneguelli é envolvido com Gratz
Renan Bragatto responde dizendo que toda vez que o prefeito vai à Câmara tenta colocar-lhe carapuça. “Eu não sou réu em nenhuma ação. Fiquei na prefeitura por 15 anos e não fui denunciado pelo MP e não sou réu em nenhum processo, o que pode ser confirmado com uma pesquisa no site do TJ”.

Na sequência ele lembrou que Sérgio Meneguelli, ao contrário, “é réu no maior crime organizado do Espírito Santo juntamente com José Carlos Gratz, que está preso e a ação está tramitando”. De acordo com ele, Meneguelli é réu por receber na conta dele um cheque de R$ 5 mil na época, "para fazer seus rocks".

“Só estou citando isso, porque ele levantou suspeitas sobre mim no caso da CPI dos Transportes Públicos, que estou de pleno acordo com sua instalação”. Ele pediu mais responsabilidade ao prefeito quando usar a tribuna, “pois as coisas não vão ficar sem resposta. Você tem envolvimento com Gratz, que está preso”.

Em resposta Sérgio Meneguelli disse que o vereador Renan também vai virar réu e ao tentar explicar a questão do cheque e o envolvimento com o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Carlos Gratz, afirmou que o cheque depositado na sua conta foi um erro e que ele não sabia do depósito.

Prefeito se explica

Prefeito diz que cheque foi engano, mas não disse como descobriram sua conta
Segundo o prefeito, 280 promotores de eventos culturais receberam aquele valor e enfatizou que não tem receio de falar sobre o assunto, pois ao longo de sua carreira política esse tema já veio à tona várias vezes. Concluindo, Meneguelli se propôs a falar sobre o assunto na Câmara em outra ocasião.

Apesar de o prefeito negar que sabia do depósito, o processo está em tramitação e poderá lhe causar muitos problemas. Segundo uma pessoa presente à sessão, a explicação de Meneguelli para o cheque em sua conta não foi convincente, pois não disse como souberam o número de sua conta bancária.


Após a fala do prefeito, a vereadora Audreya Mota solicitou sua permanência no recinto para ouvir as respostas, lembrando a ele que o ônus da prova é de quem acusa. O pedido dela se deve ao fato de que Sérgio Meneguelli sempre que vai à Câmara, fala o que bem entende e depois foge com o rabo entre as pernas.

Além dos servidores comissionados que sempre acompanham o prefeito Sérgio Meneguelli para passar ao povo a imagem de que ele é popular, também compareceram manifestantes com vários cartazes pedindo a devolução dos R$ 500 mil gastos nas obras das encostas, que até hoje não foi iniciada.

Assistam o vídeo do prefeito Sérgio Meneguelli e a seguir o do vereador Renan Bragatto:


                                      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!