Professores fazem manifestação pela anulação da prova aplicada com erro - Colatina News

Recentes

03/02/2020

Professores fazem manifestação pela anulação da prova aplicada com erro

Professores querem a anulação da prova do concurso

Vários professores de Linhares, no Norte do Espírito Santo, participam de uma manifestação pacífica na porta da Prefeitura Municipal. A manifestação tem por objetivo a anulação da prova do concurso público para professores, que foi realizada de forma errada pela empresa contratada pelo Município.

Aplicada pelo Ibade (Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo), a prova que originou a manifestação era uma cópia da ministrada pela Prefeitura de Vitória, deixando claro que apesar do valor absurdo cobrado pela empresa, o trabalho realizado foi de péssima qualidade, na base do copia e cola.

A manifestação dos professores é pacífica
Se sentindo prejudicados pelos erros detectados, os professores tinham prometido uma manifestação nesta segunda-feira, 03, o que acabou realmente acontecendo. O ativisa Jonas da Silva Soprani, presidente da ONG Grupo de Apoio aos Direitos Humanos, está participando em apoio à manifestação.

Um dos erros detectados pelos professores se refere à redação da prova, que no edital constava que seria uma redação argumentativa, mais foi cobrado um texto discursivo. Foi solicitado ao Ibade que se posicionasse a respeito do erro grosseiro, mas o Instituto não se manifestou em nenhum momento.

Ativista Jonas Soprani leva apoio aos professores
A manifestação reúne vários professores, que com palavras de ordem, reivindicam a anulação da prova. Em entrevista ao Colatina News, Jonas Soprani disse que a reivindicação dos professores é justa e que por esse motivo a ONG que preside está apoiando. “É uma luta justa e queremos justiça”, disse.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!