Editorial: Incapacidade de governadores pode levar o país ao caos - Colatina News

Recentes

24/03/2020

Editorial: Incapacidade de governadores pode levar o país ao caos

Comércio de Vitória amarga prejuízos de milhões (Foto: reprodução)

O Brasil corre o risco de viver uma recessão jamais vista em virtude da falta de responsabilidade de alguns governadores de estados que decretaram o fechamento do comércio de bens não essenciais e isolamento de pessoas em suas residências, sem se importarem com a consequência negativa desse ato.

Motivados pela histeria que tomou conta do país por culpa das redes sociais, alguns governadores agiram com precipitação e decretaram o fechamento de comércios, não se importando que essa iniciativa desinteligente decreta também a morte de muitos desses comércios e o desemprego de vários pais de família.

É claro que uma medida para conter e evitar a disseminação do Coronavírus era necessária, mas essa medida tinha que ser tomada de forma inteligente, estudada com critérios, levando-se em conta as consequências futuras para os estados e para o país, que correm o risco de saírem derrotados nessa batalha.

As ruas da capital capixaba ficaram desertas (Foto: repdoução)
Governantes frouxos, que agem dominados pelo pavor provocado por exageros divulgados nas redes sociais deveriam ser responsabilizados pela quebradeira geral que se seguirá a essas atitudes equivocadas e temerárias por eles tomadas. O medo é mau conselheiro e um bom governante não pode ser covarde.

No Espírito Santo o governador Renato Casagrande agiu num radicalismo tal, que faz lembrar aquele matuto mineiro, que para matar o carrapato teve que enterrar o boi. Para ele pouco importa que o empresário não terá condições de pagar aluguéis, funcionários, fornecedores, impostos, renovar estoques etc.

A cegueira e a falta de raciocínio impostas pelo medo e pela falta de capacidade para tomar decisões inteligentes e eficazes em momentos de dificuldades e de enfrentamentos de crises, colocam em risco o futuro do Estado do Espírito Santo, bem como dos cidadãos capixabas, principalmente do povo trabalhador.

Barra de São Francisco virou cidade fantasma (Foto: Gazeta do Norte)
Não é preciso ser vidente para prever um futuro tenebroso para o país. No final dessa histeria o que vai restar serão empresas falidas, desemprego recorde, explosão de violência urbana, casamentos desfeitos em virtude da situação financeira precária das famílias, inflação nas alturas e economia destroçada.

Tudo isso por causa da covardia dos governantes que se curvaram ao circo midiático montado pela imprensa alarmista e não tiveram discernimento suficiente para filtrar o terrorismo propagado pelas redes sociais por pessoas despreparadas psicologicamente para lidar com essa importante tecnologia.

O estranho é que as milhares de mortes ocorridas em 2019 em decorrência da pandemia de Dengue, não geraram tanto pavor quanto esse vírus de fragilidade reconhecida por autoridades médicas, capaz de causar mal apenas em pessoas idosas com imunidade baixa e em pessoas componentes dos grupos de risco.

Aqueles que pensam que a pandemia do Coronavírus é ruim e assustadora, aguardem a pandemia econômica e de desemprego em massa que se avizinha. E nesse caso de nada adiantará se esconder em casa e nem teremos reservas para transformar a crise em marolinha, pois agora o país está acéfalo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!