Indivíduo terá que provar na justiça acusação de que site recebeu dinheiro - Colatina News

Recentes

12/05/2020

Indivíduo terá que provar na justiça acusação de que site recebeu dinheiro

Cidadão afirma que Iarly não sai do capote

O Departamento Jurídico do Colatina News foi autorizado a acionar na justiça o indivíduo Iarly Meneguelli, de Vila Valério/ES, por acusar o site de ter recebido R$ 800,00 para divulgar a notícia na qual ele acusa, sem provas, a Secretaria Municipal de Saúde de divulgar resultado falso de pessoas com Coronavírus.

De acordo com o que ele disse por meio de uma live, “o Município está divulgando resultados positivos sem o devido resultado de exames para conseguir recursos”. A acusação feita pelo citado indivíduo é grave e teve a participação de sua mulher, que divulgou a live por meio de áudio em grupos.

No caso do Colatina News, Iarly terá que comprovar com documentos que o site recebeu quaisquer valores para a divulgação da notícia, bem como indicar quem foi o responsável pelo pagamento. “Já estamos providenciando a petição, que será protocolada no mais tardar até segunda-feira”, disse o advogado do site.

Na acusação movida pelo desespero, o indivíduo afirma que a notícia tem por objetivo prejudica-lo e que se trata de uma perseguição política. Que fique bem claro que o Colatina News não tem interesse em prejudicar ninguém, não conhece o cidadão e sequer sabia que ele tinha algum cargo político na cidade.

Iarly acusa site de receber R$ 800,00 para prejudica-lo
Além do mais, um simples levantamento feito pelo site apurou que Iarly Meneguelli não passa de um bobo alegre, que se candidato for, não sairá nem do capote. “Ele não tem nenhuma densidade política. É um fofoqueiro, não tem moral para se eleger nem presidente de Associação de Bairro”, disse Jacinto.

Quanto ao teor da notícia, ela se baseou na live do próprio Iarly, cuja acusação feita por ele foi desmentida pela prefeitura e a secretária Municipal de Saúde, Esdras Figueira Cazaroti, enfatizou que a acusação de Iarly não passava de politicagem e tentativa de criar tumulto num momento tão complicado para todos.

“Seguimos determinações médicas e científicas e o que está sendo propagado pelo cidadão na live é uma falta de conhecimento técnico, que ele terá que se explicar judicialmente, haja vista que esse tipo de informação mentirosa só serve para gerar desconfiança por parte da população”, disse a secretária.

A acusação sem provas foi feita por Iarly com o apoio de sua mulher, Beatriz Meneguelli, que divulgou áudios em grupos de WhatsApp convidando para a live do marido. Iarly e a mulher trabalhavam na prefeitura de Vila Valério e foram colocados no olho da rua recentemente, não se sabe, ainda, quais os motivos.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!