Irresponsabilidade de construtores e falta de fiscalização prejudicam pedestres - Colatina News

Recentes

08/05/2020

Irresponsabilidade de construtores e falta de fiscalização prejudicam pedestres

O pedestre teve todo seu espaço ocupado

Total falta de respeito pode ser constatada todos os dias pelas ruas e avenidas de Barra de São Francisco, no Noroeste do Espírito Santo. Pessoas e profissionais porcos, sem compromisso com a ética, acabam criando transtornos principalmente para os pedestres, que são os principais prejudicados.

Um simples giro pelas ruas e avenidas da cidade é suficiente para constatar o desrespeito por parte principalmente de comerciantes e construtores. As calçadas, destinadas aos pedestres, quase sempre estão bloqueadas com materiais de construção, produtos de comércios em exposição, entulhos etc.

Constgrução irregular sem a segurança exigida pela legislação
Um exemplo de falta de respeito ao pedestre é uma construção irregular na Avenida Prefeito Manoel Vilá, em frente às Lojas Simonetti, ao lado do Supermercado Horty Forty. No local não há rede de proteção conforme exigência legal, entulhos tomam conta da calçada e os cavaletes ficam no meio da avenida.

Quem segue naquela direção tem que deixar a calçada e caminhar no meio da avenida por causa da ocupação do local, disputando espaço com automóveis, o que poderá a qualquer momento provocar um acidente grave, já que motoristas irresponsáveis percorrem aquela avenida geralmente em alta velocidade.

Com a passagem fechada...
Entretanto, a pior falta de respeito registra-se em frente ao Supermercado Marken, na Avenida Jones dos Santos Neves. Naquele local implantaram um estacionamento de bicicletas entre um canteiro e outro da avenida e o espaço que sobrou para os pedestres é ocupado por um carrinho de catar lixo.

O proprietário do carrinho não teve como ser localizado, mas o fechamento total do espaço obriga o pedestre a subirem no jardim para ter acesso ao outro lado da avenida. O resultado disso foi a destruição da vegetação do jardim. Tudo isso vem acontecendo sem que os infratores sejam punidos pela fiscalização.
 
...o pedestre é obrigado a usar o jardim, destruindo a vegetação


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!