Destino de Guerino Zanon começa a ser traçado na audiência desta sexta-feira - Colatina News

Recentes

15/10/2020

Destino de Guerino Zanon começa a ser traçado na audiência desta sexta-feira

Inelegivel até 2027, Guerino luta pelo registro de sua candidatura

Acontece nesta sexta-feira, 16, a audiência de instrução, quando serão ouvidas testemunhas no processo de Guerino Zanon, cuja candidatura à reeleição teve pedido de impugnação feito pela Comissão Provisória do Diretório do PTN de Linhares, no Norte do Estado, e Ministério Público do Espírito Santo.

 

A testemunha do prefeito Guerino Zanon trata-se de Kleber Bianchi, que também já foi condenado por Improbidade Administrativa. A outra testemunha trata-se de Lázaro Fernandes Pestana, que por residir no Maranhão, será ouvida por meio de videoconferência. A audiência tem causado expectativas.

 

A impugnação do registro de candidatura de Guerino Zanon foi pedida à Justiça Eleitoral, por ele estar inelegível até 2027, pela condenação no TCU (Tribunal de Contas das União) transitada em julgado. Suas contas foram julgadas irregulares, porque não executou um convênio com entidade federal.

 

A irregularidade se refere a convênio com a Funasa

 

Em 1999, quando era prefeito de Linhares, Guerino Zanon, por meio da Prefeitura Municipal firmou convênio com a Funasa (Fundação Nacional de Saúde), para construção do sistema de esgotamento sanitário de Pontal do Ipiranga, mas não executou a obra de acordo com o projeto do convênio.

 

Segundo o convênio com a Funasa, o Município utilizaria as verbas federais para a construção de um tratamento de esgoto e quatro estações elevatórias em Pontal do Ipiranga. Só que a obra não foi feita, mas foi informada como concluída integralmente, com manutenção da boa qualidade do projeto.

 

O uso equivocado de recursos públicos foi denunciado na época ao Ministério Público pelo ativista Jonas da Silva Soprani, que agora comemora o resultado de sua denúncia. “A justiça tarda, mas não falta. Esse indivíduo vem enganando o povo há anos. Já era hora de um basta nisso”, comenta Jonas.

  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!