Morri, mas passo bem. Cantor é dado como morto e tem que reconhecer o próprio corpo - Colatina News

Recentes


google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

30/12/2021

Morri, mas passo bem. Cantor é dado como morto e tem que reconhecer o próprio corpo

Paulinho Oliveira levou o caso na brincadeira

Já pensou ser chamado para reconhecer o próprio corpo em um necrotério? Pois foi justamente isso que ocorreu com o cantor Paulo Eduardo de Oliveira, 40 anos, que foi surpreendido ao descobrir que tinha sido dado como morto pelo Hospital Municipal de São Vicente, no litoral paulista, sendo que nem esteve no local.

 

A mulher do artista chegou a ser chamada para reconhecer o corpo, depois de ser informada que o marido tinha morrido de tuberculose. Entretanto, o corpo era de um morador de rua, que foi cadastrado pelo hospital com todos os dados do cantor. O casal estava junto, quando a mulher de Paulinho recebeu a ligação.

 

O casal foi junto ao local e o cantor ficou aguardando no carro. Uma declaração de óbito com o nome e documentos do cantor chegou a ser feita, mas foi cancelada. Mesmo o cantor se apresentando em carne e ossos, a médica insistiu para ele reconhecer seu próprio corpo, tendo ele visto e negado que era ele.

 

“Eu decidi não entrar no necrotério, mas a médica entrou, tirou uma foto e me mostrou. Tive que ver e negar que era eu ou algum parente”, disse o cantor, que levou tudo na brincadeira. A prefeitura Municipal explicou a confusão por meio de nota, afirmando que no domingo, 26, um morador de rua foi socorrido.

 

No hospital o morador de rua se identificou com o mesmo nome do artista e depois teve uma piora e morreu. Ao consultar o sistema o hospital verificou que uma pessoa com o mesmo nome e idade já tinha sido atendido lá e a equipe decidiu contatar um familiar cujo número de telefone estava indicado na ficha.

 

Siga-nos no Instagram: @colatinanews, e no Facebook: @sitecolatinanews!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário