Homem não aceita o fim do relacionamento e assassina a ex-companheira com 26 facadas - Colatina News

Recentes


google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

05/08/2022

Homem não aceita o fim do relacionamento e assassina a ex-companheira com 26 facadas

Emilly foi friamente assassinada a facadas

O tatuador Thales Tomás do Vale, 29 anos, que na quinta-feira, 04, assassinou com mais de 20 facadas a ex-companheira Emilly Luiza Ferrete Fernandes, 25 anos, por não aceitar o fim do relacionamento, foi preso nesta sexta-feira, 05, em um motel situado no Bairro Betânia, na Região Nordeste de Belo Horizonte.

 

O assassino, que tem cidadania estadunidense e estava no Brasil na residência da avó, aproveitou que o portão da casa da ex-companheira estava aberto e invadiu o imóvel. Ele ficou na casa por alguns minutos e logo depois deixou o local caminhando, com as roupas sujas de sangue, segundo testemunhas.

 

O crime aconteceu no Bairro Cardoso, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte/MG, e no momento do crime Emilly estava em casa com o irmão menor, que não foi ferido. Ela chegou a ser socorrida ao Hospital Júlia Kubistchek, também no Barreiro, mas não resistiu e morreu ao dar entrada.

 

Emilly e o assassino Thales Tomás

Segundo familiares, o relacionamento do casal era conturbado e ele já havia a agredido em outras ocasiões. Inclusive, após a separação ele a ameaçava e divulgou fotos íntimas de Emilly nas redes sociais. “Ele é muito agressivo e precisa ser preso para pagar por seu crime”, salientou uma amiga da vítima.

 

Julei Anderson Fernandes, pai de Emilly disse que ela pretendia morar com o criminoso nos Estados Unidos, tinha tirado o passaporte e estava estudando inglês, mas terminou o relacionamento por causa do comportamento violento do assassino, que vivia a ameaçando e tinha contra ele uma medida protetiva.

 

O pai de Emilly disse, ainda, que o assassino andou mandando muitos áudios ameaçando sua filha. “Ele falou que estaria aqui no dia 09 de julho e ela perguntou ‘por que, você vai me matar?’, e ele respondeu ‘paga pra ver’. Foi quando ela foi à polícia pela primeira vez e requereu uma medida protetiva”.

 


Siga-nos no Instagram: @colatinanews, no Facebook: @sitecolatinanews, e inscreva-se no nosso canal no Youtube: Colatina News!

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário