Prefeito tenta explicar aumento elevado de procuradores mas acaba se enrolando - Colatina News

Recentes

17/06/2019

Prefeito tenta explicar aumento elevado de procuradores mas acaba se enrolando


Prefeito Sérgio disse, disse e não disse nada
O prefeito Sérgio Menguelli, de Colatina/ES, usou novamente redes sociais para explicar o polêmico amento de 400% aos procuradores municipais, informação que ele classificou de fake news, e não perdeu a oportunidade de jogar a culpa de tudo que foi divulgado para cima do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais.

Segundo ele, não houve aumento e sim equiparação salarial em cumprimento a uma emenda à Constituição do Estado, que garante aos procuradores municipais do Executivo e do Legislativo o mesmo salário-base, “que passa a ser de R$ 7.800 por 30 horas semanais, e não mais R$ 4.800 por 20 horas semanais como era.

Sérgio Menguelli afirmou que no caso dos procuradores mais antigos, alguns com cerca de 30 anos de serviço, o salário deles está acima do teto do salário do prefeito em virtude de direitos adquiridos ao longo da carreira. Ao explicar o aumento estratosférico conferido aos procuradores, o prefeito disse que não houve nada disso.

Ele explicou que o servidor público colatinense ao fazer aniversário recebe antecipado a metade do 13º salário e mais um abono de aniversário. “Foi com base nesse procedimento, que o pessoal do sindicato fez a denúncia de que houve o aumento estrondoso”, enfatizou o prefeito, mais uma vez culpando o sindicato.

Continue lendo após a publicidade


Prosseguindo, o prefeito disse que o sindicato é mentiroso e está querendo denegrir a imagem da administração. Como se não bastasse, Meneguelli acusou o atual presidente de querer se perpetuar no poder. “Ele está no sindicato há 30 anos, ora como presidente, vice-presidente ou como advogado”, vociferou o prefeito colatinense.

Concluindo, Sérgio Menguelli disse que foi o único prefeito capixaba a reajustar o salário dos servidores em 5% nos primeiros quatro meses de administração, e dar 40% de adicional de insalubridade aos garis. “Sou um prefeito de diálogo, mas o sindicato, ao que parece, age de má-fé para desestabilizar a administração”, finaliza.

Reação de servidores

A servidora Débora questionou o fato de outras categorias não terem a mesma atenção. “Os auxiliares de serviços gerais passaram de 30 para 40 horas semanais e continuam recebendo o mesmo salário”, disse ela, enfatizando que nesse caso o prefeito não fez a equiparação salarial e nem se importou com direitos adquiridos.

Segundo entrevistados, Colatina virou cidade problema
Outra categoria que discordou do pronunciamento do prefeito foi a de professores, que cobraram o cumprimento da Lei do Piso Nacional do Professor. “Já que ele respeita tanto as leis como disse, poderia respeitar a que criou nosso piso nacional, que nunca foi aplicada em nosso Município”, reclamou uma pedagoga indignada.

A professora acrescentou que Sérgio Meneguelli só respeita a lei se ela beneficiar a burguesia, como é o aso dos procuradores municipais. “A Lei 12.244, que é de 2010, nunca foi respeitada pelo prefeito, e nossas escolas seguem sem a universalização das bibliotecas determinada pela referida lei”, enfatiza a educadora.

O pagamento de adicional de insalubridade também foi questionado por vários trabalhadores. Eles disseram não recebem tal direito, e que os servidores que nomeados no último concurso até hoje não receberam um centavo de insalubridade e acusam o prefeito de mentir mais uma vez para ficar bem na opinião pública.

Continue lendo após a publicidade


Para muitos Colatina virou uma cidade problema, onde a juventude não consegue emprego, água potável não existe, falta atendimento digno aos idosos e a atual administração não faz nenhuma diferença para a cidade, que continua sem grandes obras e com paliativos que o prefeito usa para se autopromover.

Durante a sessão legislativa do último dia 20 de maio, a vereadora Andreya Mota usou a tribuna da Câmara Municipal para denunciar a contratação excessiva de cargos de administração na prefeitura, fato, que segundo ela, cheira a favorecimento. O Colatina News tentou em vão contato com diretores do sindicato.








Um comentário:

  1. Mentiroso é você prefeito. O salário do servidor tá defasado e você beneficiando a elite. Esse peçoal não tem vot não

    ResponderExcluir

Receba nossas noticias!