Absolvição de Luiz Durão da acusação de estupro de menor causa revolta - Colatina News

Recentes

25/10/2019

Absolvição de Luiz Durão da acusação de estupro de menor causa revolta

Ex-deputado Luiz Durão é absolvido de acusação de estupro

A absolvição do ex-deputado estadual Luiz Durão (PDT) da acusação de estupro de uma menor pela juíza Letícia Maia Saúde, da 2ª Vara Criminal da Serra/ES, foi recebida com revolta e desconfiança, haja vista a suspeita de que ele tenha sido beneficiado por ter sido político de destaque no cenário capixaba.

A decisão da juíza não agradou também o Ministério Público, que recorreu da sentença ao Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo. Contudo, os promotores não podem fornecer detalhes sobre o caso, porque, segundo a assessoria do órgão ministerial, o processo tramita sob segredo de justiça.

A sentença foi publicada no Diário da Justiça do dia 18 de outubro, e nela a juíza absolve o ex-deputado sob alegação de que não existia prova suficiente para a condenação. Na denúncia o MP que o crime de estupro tinha sido premeditado, além de acusar o réu de ter coagido a menor com sua influência.

Luiz Durão foi preso em flagrante no dia 04 de janeiro deste ano em um motel da Serra, acusado de estupro contra uma adolescente de 17 anos. Ele foi levado para o Quartel do Corpo de Bombeiros, na Enseada do Suá, em Vitória, onde permaneceu preso por 43 dias, sendo solto no dia 15 de fevereiro.

Revolta

Em virtude da repercussão do fato, o Colatina News entrevistou várias pessoas, cujos nomes não serão divulgados por motivos óbvios. A revolta pela absolvição de Luiz Durão é geral. Ninguém se conforma de ele ter sido considerado inocente, mesmo tendo sido preso em flagrante em um motel com uma menor.

“Essa justiça brasileira está cada dia pior. Aqui rico pode fazer o que quiser que não dá nada. Ele é ex-prefeito de Linhares e ex-deputado e tem muita influência tanto no meio político como no meio jurídico. Já estava escrito que não daria em nada e que livrariam a cara dele. Absurdo”, disse uma senhora revoltada.


Outra entrevistada, uma dona de casa mãe de três adolescentes, não economizou críticas à decisão da juíza. “Se fosse um pobre coitado, mesmo que não tivesse feito nada a juíza pesaria a mão na pena como sempre acontece. Mas como ele é influente, conseguiu até absolvição do crime bárbaro.

Um pedreiro afirmou que não se pode confiar na justiça brasileira, que só serve aos ricos e poderosos. “Meu filho ficou quase um ano preso pelo simples fato de namorar uma menor. Mas o ex-deputado, como é influente politicamente e tem muito dinheiro, mesmo sendo flagrado no motel, foi absolvido pela justiça”.

“Como assim não existia prova suficiente? Será que a juíza queria um vídeo do ato no motel? Ele foi preso em flagrante após estuprar uma menor e a juíza vem com esse papo furado. Parabéns ao Ministério Público. Vamos torcer para que isso seja mudado e ele volte a ser preso”, comentou outro entrevistado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!