Chuvas trazem medo e incertezas para famílias que residem próximo às encostas - Colatina News

Recentes

18/11/2019

Chuvas trazem medo e incertezas para famílias que residem próximo às encostas

Vista das encostas cobertas por lonas pretas (Foto: João Paulo G. Dellacqua)
Continuam sem definição as obras nas encostas dos bairros São Braz e Nossa Senhora Aparecida, em Colatina, no Noroeste do Espírito Santo. Apesar de já ter consumido quase R$ 500 mil em aditivos, no local foi feito apenas uma limpeza da área, algumas medições e colocação de lonas impermeabilizantes.

As últimas chuvas deixaram os moradores das áreas de risco apreensivos e temerosos com a possibilidade de uma tragédia. Por seu lado, o prefeito Sérgio Meneguelli parece não conseguir solucionar o problema, aumentando a incerteza dos moradores das áreas afetadas, se a obra acontecerá ou não.

As obras das encostas já geraram muita polêmica em virtude do pagamento indevido de aditivos, e denúncias de irregularidades por parte de vereadores, informando que as duas empresas que venceram a licitação foram representadas por uma única pessoa, o que a legislação não permite.


Um dos críticos da atuação do prefeito Sérgio Meneguelli é o vereador Renan Bragatto. Ele vem acompanhando de perto a situação das encostas, que deveriam ter recebido as obras que sequer saíram do papel até o momento. Recentemente ele denunciou o pagamento irregular de aditivo às empresas.

Quem também se preocupa com a situação das obras que sequer foram iniciadas é o promotor Izaias Gomes Vinagre. Ele chegou a recomendar ao prefeito que anulasse a licitação em virtude as inúmeras irregularidades detectadas, sob pena de sofrer ação por improbidade administrativa.

Sérgio Meneguelli chegou a informar que havia cancelado os contratos em atendimento à recomendação do Ministério Público, mas foi desmascarado pelo vereador Renan Bragatto durante uma sessão da Câmara Municipal, durante a qual ele mostrou que o prefeito continuava injetando dinheiro na obra.

Enquanto a novela das lonas pretas não chega ao seu capítulo final, o gasto exagerado com uma obra que só consome os recursos públicos tem continuidade, para desespero dos moradores dos bairros afetados, que temem o acontecimento de uma tragédia em virtude das fortes chuvas na região.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!