Fontes luminosas em área com histórico de alagamento poderá gerar prejuízos - Colatina News

Recentes

21/12/2019

Fontes luminosas em área com histórico de alagamento poderá gerar prejuízos

Avenida que terá fontes luminosas tem histórico de alagamentos

A Avenida Moacir Dalla, mais conhecida como Avenida Beira-Rio, em Colatina, no Noroeste do Espírito Santo, onde o prefeito Sérgio Meneguelli pretende construir quatro fontes luminosas ao custo considerado astronômico de R$ 2 milhões e 172 mil, tem um histórico de inundações com cheias do Rio Doce.

Para as pessoas ouvidas pelo Colatina News, a iniciativa do prefeito de se construir fontes luminosas naquela avenida é temerária e poderá acarretar prejuízos aos cofres públicos. Para o aposentado José Luiz Siqueira, o prefeito não está “bem das bolas” e não consegue ver a loucura que está prestes a fazer.

“Ele não está se dando conta de que esse sonho de Ícaro dele poderá trazer prejuízos ao Município. Quem mora em Colatina sabe que fontes luminosas nunca se perenizaram aqui. Todas que existiam, hoje estão aí, abandonadas, sem nenhum funcionamento. Isso é dinheiro jogado fora”, diz o aposentado.

Vereadores Renan Bragatto e Audreya e ao centro Suely Soeiro
A dona de casa Maria Eugênia Costa Leite também acredita que a iniciativa do prefeito só trará prejuízos para Colatina. “Eu gosto de uma cidade bonita como qualquer cidadão, mas gastar esse absurdo em fontes luminosas enquanto o colatinense vive momentos ruins, é demais. Ele devia repensar essa loucura”.

De opinião contrária, Afrânio Dias de Oliveira é totalmente favorável à construção das fontes luminosas. Segundo ele, Colatina merece essa obra. “Achei massa essa iniciativa do prefeito Serginho. Adorei. Vai dar a Colatina outra cara, um ar de cidade aconchegante, iluminada e acolhedora”, afirma o jovem estudante.

Morador antigo de Colatina, Juvêncio Caldas Nunes disse temer que todo recurso que será gasto na construção das fontes luminosas seja levado pelas águas do Rio Doce. “Aquela avenida sofre inundações quase todos os anos quando chega o período chuvoso. Será que o prefeito desconhece isso?”

Apesar de o Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado do Espírito opinarem contra, o prefeito realizou nesta sexta-feira, 20, a licitação para construção das fontes milionárias. Os vereadores Renam Bragatto e Audreya Matos, e Suely Soeiro, fizeram a fiscalização da Tomada de Preços.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!