Câmara de Colatina gasta mais de R$ 120 mil numa simples reforma de garagem - Colatina News

Recentes

02/01/2020

Câmara de Colatina gasta mais de R$ 120 mil numa simples reforma de garagem

Obra autorizada pelo presidente Eliésio Bolzani

A Câmara Municipal de Colatina, no Noroeste do Espírito Santo, vai gastar R$ 122.989,56 na execução de reforma na garagem do prédio daquela casa de leis. A obra, que será realizada pela empresa Tropa Construtora, já foi autorizada pelo presidente do legislativo municipal, Eliésio Braz Bolzani.

A reforma será realizada com recursos próprios e segundo informações, não houve licitação. Esse gasto exorbitante na reforma de uma simples garagem chamou atenção da população, que não economizou críticas ao presidente da Câmara, que segundo os entrevistados, está fazendo obra superfaturada.

“Esse dinheiro daria para construir um apartamento. É um absurdo o que esses políticos fazem com nosso dinheiro. Como se já não bastasse o gasto descomunal que o prefeito fará para construir as milionárias fontes luminosas, que não tem nenhuma utilidade prática para o povo”, disse José Carlos Vieira.

Placa da obra com os detalhes
Para Maria Eduarda, o gasto de tanto dinheiro com uma simples reforma de garagem é uma atitude muito suspeita. “Isso só pode ser brincadeira e de muito mau gosto. Se for feita uma investigação séria, vai descobrir que tem algum coelho por trás dessa moita. O valor está muito alto para o tamanho da obra”.

“Sou pedreiro e faria essa reforma por muito menos da metade do preço que a Câmara vai pagar e ainda seria caro”. A afirmação é do pedreiro João Carlos do Nascimento. Para ele a reforma da garagem da Câmara é coisa corriqueira e fácil de ser feita. “Tem tudo para ser superfaturamento de obras”, disse ele.


A empresa que fará a reforma da garagem da Câmara é conhecida na região e já realizou serviços para prefeituras de várias cidades, dentre as quais as de Pancas, onde embolsou R$ 83.797,87; e de Santa Teresa, de onde a referida empresa abocanhou R$ 70.996 para construir faixas para pedestres.

Um empresário da área disse que o que chama atenção é o fato de que a empresa Tropa Construtora, que é Eireli-ME, tem participado e vencido várias licitações pelo Estado. “E como é de conhecimento geral, uma empresa desse porte pode ter um faturamento no máximo de R$ 360 mil ao ano”, disse ele.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!