Homem que matou jovem e o filho dela de quatro meses é morto a pauladas - Colatina News

Recentes

11/02/2020

Homem que matou jovem e o filho dela de quatro meses é morto a pauladas

Luís Fernando pagou caro pelo seu crime

Foi morto a pauladas na manhã de segunda-feira, 10, o indivíduo Luís Fernando Guimarães Barbosa, 21 anos, acusado de assassinar a dona de casa Marileide da Silva Nascimento, 24 anos, e seu filho, Bryan Lucas Júnior, 04 meses, na sexta-feira, 07, no Bairro Gardênia Azul, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Segundo a polícia o crime foi autorizado por milicianos que dominam a área. Além de ser espancado e levar pauladas até a morte, Luís Fernando teve o corpo atirado no Canal do Anil. Ele tomava banho quando sua casa foi invadida. Luís ainda tentou fugir, mas foi pego pelos bandidos e levado para a rua.

Do lado de fora de sua casa, Luís Fernando foi executado a murros, pontapés e pauladas na frente de várias pessoas residentes na localidade. O delegado Jefferson Ferreira Nascimento, da DHC (Delegacia de Homicídios da Capital), disse que Luís Fernando foi morto por populares ainda não identificados.

Marileide e o filho Bryan foram cruelmente assassinados
Marileide e o filho Bryan, segundo a perícia, levaram mais de 30 golpes de faca desferidos por Luís Fernando, que era ajudante de pedreiro e conhecido no bairro. A polícia acredita que mãe e filho morreram porque estavam no lugar errado na hora errada, e que Luís Fernando queria matar era a ex-companheira.

Lucilene Pereira da Silva, 22 anos, que era prima de Marileide, havia terminado seu relacionamento com Luís Fernando e ele não aceitava ter sido descartado da vida dela. Em vista disso, a polícia acredita que ele tenha entrado na casa para matar Lucilene e por algum motivo acabou matando Marileide e Bryan.

Luís e Lucilene, que é atendente de lanchonete, moraram juntos por oito meses, mas em virtude de agressões constantes, ela decidiu abandoná-lo e desde então ele vinha a ameaçando. “No Natal passado, durante festa da família, ele me bateu na frente da minha vó e eu decidi terminar tudo”, disse Lucilene à polícia.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!