Pastor contratado pela prefeitura aguadocense fez 50 horas extras em janeiro - Colatina News

Recentes

23/04/2020

Pastor contratado pela prefeitura aguadocense fez 50 horas extras em janeiro

Pastor denunciado por Zé Montão fez 50 horas extras

Chama-se Charles Rodrigues Silva, o pastor denunciado por Zé Montão, de Rio Preto, Distrito de Água Doce do Norte, no Noroeste do Espírito Santo. Ele ocupa o cargo de Coordenador de Projetos da Secretaria de Meio Ambiente, e só em janeiro fez 50 horas extras, totalizando R$ 277,76 a mais em seu salário.

Com um salário de R$ 1.234,47, o pastor é, segundo alguns servidores, quase que um visitante no seu setor de trabalho. “Ele dificilmente aparece por aqui. Por isso assustamos com ele ter recebido 50 horas extras no mês de janeiro. Não consigo entender isso”, disse um servidor revoltado com a situação.

“Sou concursado e trabalho muitas vezes além do meu horário normal e nunca recebi horas extras. Aí vem o pastor, protegido do prefeito, e recebe 50 horas extras no mês de janeiro, que é um mês praticamente improdutivo. Alguma coisa está errada nisso. Não dá para engolir essa tramoia”, disse o servidor.

“Eu gostaria realmente de saber que tipo de serviço ele fez para receber tantas horas extras assim. Quando ele está no setor de trabalho, que é coisa rara, nunca está fazendo nada, a não ser batendo papo. O Ministério Público deveria apurar isso, pois a coisa está tenebrosa demais”, questiona o servidor.

A mulher do pastor também trabalha na prefeitura
Para piorar mais a história, o servidor mostra que além do pastor, a mulher dele, Renilda Pereira Brito Rodrigues, também trabalha na prefeitura e recebe o salário mensal bruto de R$ 2.029,74 “A prefeitura de Água Doce do Norte virou Casa da Mãe Joana. Paulo Márcio faz o que quer e ninguém faz nada”.

“Não entendo de leis, mas acho que isso é nepotismo. Por que o Ministério Público deixa essas coisas acontecerem e nada faz? A Folha de Pagamento da prefeitura consome quase 100% da arrecadação do Município e fica por isso mesmo. Paulo Márcio está acima da justiça”, desabafa o servidor revoltado.

Outro servidor, cujo nome também não será divulgado para evitar perseguição, disse que a Folha de Pagamento consome 74% da arrecadação, porque, segundo ele, o prefeito Paulo Márcio loteou a prefeitura. “Tem tanta gente na prefeitura, que tem servidor que é chefe dele mesmo”, disse o servidor.

Concluindo, o servidor destaca que Paulo Márcio teve as contas rejeitadas no Tribunal de Contas quatro vezes e ainda assim continua administrando sem ser importunado. “Francamente, gostaria de saber por que esse prefeito tem tanto poder assim. Com a palavra o representante do Ministério Público”, finaliza.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!