Caçada fatal. Caçador mata o outro a tiros pensando que fosse um Javali - Colatina News

Recentes

08/08/2020

Caçada fatal. Caçador mata o outro a tiros pensando que fosse um Javali

Armas e munições apreendidas com os caçadores

Uma caçada acabou terminando em tragédia no último final de semana, quando o caçador Paulo César da Silva, 43 anos, acabou morto ao ser baleado pelo amigo, cujo nome não foi divulgado por causa da interpretação equivocada que a polícia dá à Lei de Abuso de Autoridade, que o confundiu com um Javali.

O fato aconteceu em Itanhandu/MG e virou assunto do dia. O acontecimento passou de boca em boca, alcançando salões de beleza, barbearias, botecos, lavanderias, igrejas, terreiros de macumba e até velórios. O indivíduo confessou ter sido o responsável pelo disparo, e disse que confundiu o amigo com o Javali.

Ele contou à polícia que um Javali tinha aparecido na região e estava destruindo as plantações. Então ele e Paulo César decidiram sair no encalço do animal e mata-lo para evitar maiores prejuízos. “Chegamos a ver o Javali e fomos atrás dele. De repente ouvi o barulho no meio do mato e atirei em sua direção”, disse.

Ele disse que ao ouvir um grito, foi que percebeu que tinha atingido o amigo e não o Javali. Como estavam na mata, não conseguiu realizar o resgate do amigo sozinho e teve que voltar à fazenda, onde entrou em contato com a polícia, que compareceu ao local do acidente. Nada pode ser feito, pois Paulo estava morto.

Preso em flagrante, o indivíduo foi levado para a Delegacia de Polícia, onde prestou depoimento. Ele entregou à polícia as armas, além de 10 cartuchos com munição e um vazio. De acordo com a polícia, os dois tinham permissão para caçar, mas não para uso de arma de fogo. A vítima foi encaminhada ao IML.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!