Pastor espanca dentro da igreja mulheres que discordaram de sua posição política - Colatina News

Recentes

24/09/2020

Pastor espanca dentro da igreja mulheres que discordaram de sua posição política

Maria Aparecida foi espancada pelo pastor de sua igreja

A polícia continua no encalço do pastor evangélico Ney Valdecy Ferreira, que espancou a irmã de religião Maria Aparecida Medeiros, 54 anos, dentro da Igreja Pleno Amor, no Bairro Pedregal, em Cuiabá/MT. Ele espancou também outra mulher, mas ela não ficou no local e não teve o nome divulgado.

 

A agressão aconteceu antes do culto de domingo, 20, mas as mulheres não denunciaram o pastor espancador de mulheres por medo de serem perseguidas pelo agressor. Na segunda-feira, 21, uma sobrinha de Maria Aparecida usou as redes sociais para denunciar a agressão sofrida por sua tia.

 

Segundo uma testemunha que não será identificada, a discussão entre o pastor e as mulheres se deu por causa de divergências sobre apoio da igreja a atual situação da política brasileira, que segundo elas, maltrata pessoas carentes. A discussão se descontrolou e o pastor meteu porrada nas mulheres.

 

Depois do espancamento o pastor evadiu-se do local e não foi localizado pela polícia, que realizou buscas pelas redondezas sem sucesso. A vítima sofreu vários hematomas pelo corpo, principalmente no rosto. O caso está sendo investigado pela DEDM (Delegacia Especializada dos Direitos da Mulher).

 

A agressão do pastor contra as mulheres causou revolta na cidade, principalmente por parte dos fieis da igreja onde ele atua. Em vista da repercussão do caso no Facebook, o agressor de mulheres apagou seu perfil das redes sociais. Ele continua foragido e pode ser preso a qualquer momento.

  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!