Voz horrível. Moradores farão abaixo-assinado contra sonorização barulhenta na cidade - Colatina News

Recentes

google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

31/12/2020

Voz horrível. Moradores farão abaixo-assinado contra sonorização barulhenta na cidade

Centro francisquense não suporta mais o locutor maluco

Vários moradores do centro de Barra de São Francisco, no Noroeste do Espírito Santo, estão indignados com o barulho provocado por um carro de propaganda volante. Eles inclusive prometeram fazer um abaixo-assinado pedindo providências por parte das autoridades, principalmente aos responsáveis pela Secretaria de Meio Ambiente. 

 

“Não dá para suportar mais tanto barulho. Um indivíduo com voz horrível e gritando sem parar sobe e desce a avenida fazendo algazarra. Ninguém entende o que o cara está anunciando, pois só sabe gritar e começa a percorrer as avenidas as 07h da manhã, incomodando todo mundo. Assim não dá”, disse Arnaldo José dos Santos. 

 

Quem também reclamou do carro de som foi Afrânio Antônio Braga. “Esse tipo de publicidade só existe em cidades atrasadas. Nossa cidade é uma das mais importantes da região e não pode conviver com um atraso desses. Além do mais, temos três emissoras de rádio na cidade, não há porque usar esse tipo de propaganda”, disse ele. 

 

A dona de casa Maria José Alves foi mais radical. Segundo ela só há uma forma de acabar com essa bagunça na cidade. “Precisamos nos unir e fazer boicote às lojas que anunciam em sons volantes, principalmente nesse que fica berrando pelas ruas, incomodando todo mundo. Não suporto a voz desse cara. É horrível, chata e irritante”. 


 Leis federal, estadual e municipal estão sendo desrespeitadas 

 

Pessoas com idosos em casa também reclamaram da barulheira que o indivíduo apronta pelas avenidas da cidade. “Essa gritaria que ele arruma incomoda todo mundo, não apenas os idosos, além de atrapalhar quem está trabalhando. Não sou contra a sonorização, mas tem que haver respeito ao próximo”, disse uma comerciante local. 

 

Um ex-secretário municipal ouvido pelo Colatina News disse que é fácil acabar com essa baderna. “Basta colocar em prática uma lei que foi criada na época do prefeito Waldeles, mas que só foi cumprida por algum tempo e depois voltou a bagunça, essa poluição sonora que ninguém aguenta. Dá a impressão que a cidade não tem lei”. 

 

O ex-secretário lembrou que na época o Ministério Público, com base na lei que pune quem pratica poluição sonora, chegou a enviar à Prefeitura Municipal uma regulamentação para o uso de sonorização volante na cidade. “Mas isso foi usado por pouco tempo. Depois caiu no esquecimento e a baderna voltou a imperar”, conclui. 

 

“Mal a gente se livra dos motoqueiros barulhentos, surge esse indivíduo chato. Mas acredito que a partir de agora haverá ordem na casa. Teremos um prefeito de verdade e duvido que ele não tomará providências contra essa barulheira, criando critérios para que esse serviço funcione na cidade”, enfatiza Carlos Antônio Carvalho da Silva.  

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!