Jurada de morte. Bandidos enviam carta a professor prometendo matar sua cachorra - Colatina News

Recentes

google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

22/01/2021

Jurada de morte. Bandidos enviam carta a professor prometendo matar sua cachorra

Sol descansa alheia ao destino trágico que a espera

A cadela Sol, de propriedade do professor Vitor Assano, está com os dias contados e poderá ser morta a qualquer momento depois do dia 30 próximo, se a polícia não conseguir identificar e prender os indivíduos que lhe enviaram uma carta ameaçando o animal de morte caso continue residindo no Bairro Planalto Paulista, em São Paulo. 

 

Segundo o professor Vitor Assano, ele recebeu uma carta ameaçadora, na qual um indivíduo, que se dizia fazer parte de um grupo de profissionais bem pagos pelos serviços realizados, prometia matar a cadela, alegando que o animal latia “fora da normalidade”. Vitor ganhou apoio geral, inclusive de  grupos de defensores de animais. 

 

Dentre os que declararam apoio ao professor e a sua cadela, está o deputado estadual delegado Bruno Lima, cuja equipe foi ao local e acionou a polícia. “Minha cachorra está jurada de morte”, disse o professor, que usou as redes sociais para divulgar uma foto da carta ameaçadora, em que a morte da cachorra é justificada como necessária. 

 

Fac-símile da carta que bandidos enviaram ao professor

Diante da repercussão que a ameaça teve, Vitor Assano divulgou uma foto da cadela Sol descansando e agradeceu o apoio recebido. A carta enviada a Vitor diz que o animal será morto silenciosamente caso o dono dele não siga rigorosamente a instrução de levá-lo para longe da vizinhança, e alerta que aquele seria o único aviso. 

 

“Seu cachorro late descontrolado e fora da normalidade de um convívio social, perturbando de forma anormal e recorrente a vizinhança inteira de um bairro residencial, onde moram famílias com bebês, crianças, idosos, enfermos e trabalhadores, que têm direito ao descanso e ao silêncio”, afirma o indivíduo na carta. 

 

O caso está sendo investigado pela 16ª DP ( Delegacia de Polícia) e os moradores do bairro estão torcendo para que a história tenha um final feliz para a cachorra Sol e que os indivíduos ameaçadores sejam todos presos e condenados pela ameaça. Vizinhos prometem descobrir quem é o morador que contratou os matadores de cachorros. 

  

Aqui o acidente é fatal e não a vítima, bandido não é tratado como suspeito, distrito não é chamado de vila e a notícia é divulgada nua e crua, sem medo. Baixe o App e tenha as notícias na palma de sua mão. É só clicar aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!

Baixe nosso aplicativo!

Baixe nosso aplicativo!
Aqui o acidente é fatal e não a vítima, bandido não é tratado como suspeito, distrito não é chamado de vila e a notícia é divulgada nua e crua, sem medo. Baixe o App e tenha as notícias na palma de sua mão. Para baixar nosso aplicativo clic na imagem!