Homem forja assalto para esconder da mulher que gastou R$ 1 mil no prostíbulo - Colatina News

Recentes

google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

11/02/2021

Homem forja assalto para esconder da mulher que gastou R$ 1 mil no prostíbulo

A polícia chegou a montar operação para apurar o falso assalto

Uma falsa comunicação de crime culminou com na prisão de um homem de 44 anos, nome não informado, na quarta-feira, 10, em Belo Horizonte/MG. Segundo os policiais que efetuaram a prisão, o homem procurou a Polícia e disse que tinha sido assaltado no Bairro Lagoinha, mas caiu em contradição.

 

O homem disse que estava percorrendo a passarela que liga a Rodoviária ao Bairro Lagoinha, na Região Noroeste da capital mineira, quando foi assaltado. Diante das perguntas dos policiais ele caiu em contradição e acabou confessando que queria forjar um crime para despistar a esposa sobre um gasto exagerado que fez em um prostíbulo existente no centro da cidade.

 

Segundo os policiais, ele foi à base da PM, na Praça Rio Branco, perto da Rodoviária, dizendo que tinha sido assaltado por dois rapazes armados na passarela da Lagoinha, e que os ladrões tinham levado R$ 1 mil e seu celular. Os militares, então, partiram no encalço da dupla de ladrões pela região.

 

A história foi desbancada pelas câmeras

 

Com o intuito de facilitar a busca, os policiais acionaram os circuitos de câmeras do Olho Vivo da Estação de Metrô Lagoinha, mas nenhum dos equipamentos flagrou o crime e nem a vítima. Sem ter como explicar o fato, o homem confessou ter gasto o dinheiro no prostíbulo da Rua Guaicurus.

 

Ele relatou que por já ter gastado toda quantia em dinheiro que possuía, pagou um novo programa com o seu aparelho de telefone celular. O falso assalto seria para justificar a esposa sobre o sumiço do dinheiro e do aparelho. Como se não bastasse, os policiais encontraram maconha em suas partes íntimas.

 

A tentativa frustrada do homem que tentou enganar a polícia para não ser descoberto pela mulher que gastou toda grana com mulheres da vida fácil virou motivo de comentários e piadas nos botecos, salões de cabeleireiros, terreiros de macumba, velórios, reunião de lavadeiras e até nas portas de igrejas.

  

Aqui o acidente é fatal e não a vítima, bandido não é tratado como suspeito, distrito não é chamado de vila e a notícia é divulgada nua e crua, sem medo. Baixe o App e tenha as notícias na palma de sua mão. É só clicar aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!

Baixe nosso aplicativo!

Baixe nosso aplicativo!
Aqui o acidente é fatal e não a vítima, bandido não é tratado como suspeito, distrito não é chamado de vila e a notícia é divulgada nua e crua, sem medo. Baixe o App e tenha as notícias na palma de sua mão. Para baixar nosso aplicativo clic na imagem!