Mulher diz que foi estuprada duas vezes na mesma noite após brigar com namorado - Colatina News

Recentes

google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

10/02/2021

Mulher diz que foi estuprada duas vezes na mesma noite após brigar com namorado

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Uberaba

Uma mulher de 36 anos, cujo nome não será divulgado por motivos óbvios, foi estuprada duas vezes na mesma noite, por dois homens diferentes, em diferentes situações e em dois locais distintos, depois de consumir bebidas alcoólicas e brigar com o namorado e ir para a residência de um amigo.

 

Ela acionou a polícia, à qual narrou sua estranha história, destacando que antes de ser abusada sexualmente pelos dois homens, fez uso do medicamento controlado e de tarja preta Alprazolam, que é comumente usado para transtornos de ansiedade, além de ter feito uso de bebida alcoólica.

 

O crime aconteceu num final de semana em Uberaba/MG, no Bairro Serra do Sol, na madrugada de domingo, mas só foi registrado pela polícia na parte da tarde do mesmo dia, no Hospital Mário Palmério, para onde a vítima se dirigiu de táxi e foi atendida depois de sofrer as violências sexuais por ela narradas.

 

Aos policiais ela contou que estava em um local com o namorado e amigos tomando bebida alcoólica, quando do nada houve discussão com o namorado e foi embora com um dos amigos. Os dois foram para a casa de um amigo comum, no Bairro Serra Dourada, aonde mais tarde chegou outro homem.

 

Vítima sentiu na pele que bêbado não tem dono

 

Após beberem juntos, o desconhecido a chamou para ir até a residência dele para guardar a cerveja na geladeira, mas quando entrou na casa, o indivíduo trancou as portas e começou a passar as mãos em seu corpo. Ela conta que reagiu, mas o indivíduo disse que ela só sairia do local depois de satisfazê-lo.

 

Muito confusa, a mulher disse aos policiais que não se lembrava dos detalhes, mas afirmou que houve conjunção carnal e que depois que o indivíduo entrou no banheiro, ela abriu a porta e fugiu do local e no caminho até a casa do amigo para pegar suas roupas, um indivíduo desconhecido lhe ofereceu ajuda.

 

Ela aceitou a ajuda e foi levada a uma casa, onde ao chegar o indivíduo sugeriu que deitasse para descansar. A vítima disse que se deitou, mas não se lembra do ocorrido, deixando claro que a única coisa que conseguia se recordar é que o indivíduo manteve conjunção carnal sem seu consentimento.

 

“Ao recobrar a consciência peguei um táxi e fui para o hospital, onde a polícia foi acionada”, disse a mulher. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Polícia de Uberaba, mas até a publicação desta notícia ainda não tinha nenhuma pista dos indivíduos que segundo a vítima, a usaram sexualmente.

  

Aqui o acidente é fatal e não a vítima, bandido não é tratado como suspeito, distrito não é chamado de vila e a notícia é divulgada nua e crua, sem medo. Baixe o App e tenha as notícias na palma de sua mão. É só clicar aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!

Baixe nosso aplicativo!

Baixe nosso aplicativo!
Aqui o acidente é fatal e não a vítima, bandido não é tratado como suspeito, distrito não é chamado de vila e a notícia é divulgada nua e crua, sem medo. Baixe o App e tenha as notícias na palma de sua mão. Para baixar nosso aplicativo clic na imagem!