Juíza exige interrupção de obras em condomínio onde reside e revolta moradores - Colatina News

Recentes

google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

11/03/2021

Juíza exige interrupção de obras em condomínio onde reside e revolta moradores

A justiça nunca é cega quando envolve outros interesses

Se julgando uma deusa, a juíza Renata Câmara Pires Belmont conseguiu que o Tribunal de Justiça da Paraíba proibisse a continuidade das obras de uma quadra de beach tênis em um condomínio de luxo em João Pessoa, sob alegação de que o barulho das obras estava atrapalhando o seu home Office.

 

A juíza disse que estava sendo prejudicada pelo barulho das máquinas, que comprometia o rendimento de seu trabalho. A decisão do tribunal proíbe, ainda, a prática de atividades esportivas enquanto a magistrada estiver trabalhando, impondo, segundo alguns moradores, um tipo de ditadura condominial.

 

Além de reclamar do barulho, a juíza afirmou na ação que a obra era irregular, porque não houve comunicação prévia sobre a construção de uma quadra no condomínio no momento da convocação da reunião, e que a votação só contabilizou a vontade de alguns moradores que estavam presentes à reunião.

 

Moradores de condomínio se revoltam com juíza

 

Em resposta à atitude ditatorial da juíza e do Tribunal de Justiça, outros condôminos também entraram na justiça para garantir a construção da quadra, e alegam que tudo esta sendo feito dentro da legalidade, pois para tal construção não há necessidade da aprovação unânime dos moradores.

 

A imposição da juíza revoltou não só os moradores do condomínio, mas também todos que tomaram conhecimento da decisão, que classificaram como absurda. “Imagine se todos que trabalham no prédio resolvessem querer essa mordomia? Essa juíza não se enxerga”, disse um morador do condomínio.

 

“Essa juíza acha que é melhor que nós. Se está se sentindo incomodada, que vá para os raios que a parta, pois não é dona do condomínio e nem é melhor que ninguém. Ela se acha melhor por ser juíza. Morrem da mesma forma. São babacas. Se ela quer silêncio, vá morar no cemitério”, disse outro morador.

Clic aqui para saber como colaborar com o Colatina News!

  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!

Baixe nosso aplicativo!

Baixe nosso aplicativo!
Aqui o acidente é fatal e não a vítima, bandido não é tratado como suspeito, distrito não é chamado de vila e a notícia é divulgada nua e crua, sem medo. Baixe o App e tenha as notícias na palma de sua mão. Para baixar nosso aplicativo clic na imagem!