Acusado de atropelar intencionalmente travesti responderá por homicídio culposo - Colatina News

Recentes

google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

21/04/2021

Acusado de atropelar intencionalmente travesti responderá por homicídio culposo

Yara, segundo testemunhas, foi atropelado intencionalmente

O travesti Yara Pereira dos Santos, 24 anos, que não teve o nome de batismo divulgado, foi morto por atropelamento no final da noite de sábado, 17, próximo a um posto de combustível, ao lado da entrada da cidade de Frutal/MG. A polícia desconfia que o atropelamento foi intencional e está investigando se foi proposital.

 

Yara, que fazia programas, segundo testemunhas estava à beira da pista, quando um veículo Parati branco se aproximou e seu condutor conversou por alguns minutos com o travesti. Em seguida o veículo deixou o local e pouco depois retornou e, de acordo com testemunhas, atropelou a vítima intencionalmente.

 

Em virtude da violência do atropelamento, a vítima sofreu várias fraturas nas pernas e braços, sendo socorrida ao Hospital Frei Gabriel pelos homens do Corpo de Bombeiros, onde chegou consciente, mas pouco depois não resistiu aos ferimentos e morreu. O assassinato do travesti Yara revoltou parentes e amigos.

 

Veículo que o indivíduo usava ao atropelar Yara

Apesar de as testemunhas terem afirmado que o atropelamento foi intencional, com intenção de matar, o delegado Murilo Antonini, que investiga o caso, instaurou inquérito policial por homicídio culposo, que não tem intenção de matar. Durante diligências, o veículo do criminoso foi apreendido nos fundos de sua casa.

 

Inúmeros amigos, parentes de Yara e curiosos se reuniram na porta da Delegacia de Polícia de Frutal na segunda-feira, 19, aguardando a apresentação do atropelador não identificado acompanhado de advogado, mas ele, possivelmente por medo de represálias, frustrou as expectativas e não compareceu à delegacia.

 

Várias testemunhas já foram ouvidas até agora, segundo informou o delegado. O corpo de Yara foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal), onde depois de periciado foi liberado aos familiares para sepultamento. Uma amiga de Yara disse que não se conforma com o indiciamento por homicídio culposo. “Ele a atropelou minha amiga intencionalmente. Esse delegado está tentando beneficiá-lo”.

 

Siga-nos no Instagram: @colatinanews, e curta nossa página no Facebook!

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário