Mulher é encontrada morta ao ser torturada diariamente pelo marido por quase um mês - Colatina News

Recentes


google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

30/01/2022

Mulher é encontrada morta ao ser torturada diariamente pelo marido por quase um mês

Adailton torturou e matou a mulher

A dona de casa Francielle Guimarães Alcântara, 36 anos, passou momentos de intenso terror antes de ser morta pelo marido Adailton Freixeira da Silva, 46 anos, que a torturava desde primeiro dia de janeiro, depois de descobrir que ela havia o traído com outro. Ela foi achada morta pelos familiares nesse final de semana.

 

O crime bárbaro foi registrado no Portal Caiobá, em Campo Grande/MS e a crueldade do crime chocou inclusive a polícia. A mulher foi encontrada com as nádegas em carne viva. O delegado Camilo Kettenhuber Cavalheiro disse que ela sofria tortura diária por parte do marido em virtude de ter praticado adultério.

 

Segundo laudos do IMOL (Instituto Médico e Odontológico) Francielle teve os dentes quebrados pelo marido, lesões por faca e cabelo cortado. “As nádegas dela estavam em carne viva. Não tinha mais pele no local, estava já na camada de gordura e usava uma bandagem na roupa para sentar”, disse o delegado.

 

Érika (na frente da mãe) disse que era impedida de ver a mãe

O delegado Camilo Cavalheiro, da 6ª DP do Tijuca, disse, ainda, que Adailton torturava a vítima física e psicologicamente dentro de casa. E como se não bastasse isso, ele manteve a família composta por um adolescente de 17 anos e um bebê de um ano e oito meses em cárcere privado desde o começo do ano.

 

“Em 11 anos de carreira nunca tinha visto tanta barbárie. Nunca vi algo que me chamasse a atenção desse jeito”, comenta o delegado, acrescentando que vítima foi também alvo de facadas nas costas e surras. Dentre os objetos usados nas torturas havia um pedaço de madeira com uma corda para asfixiar a vítima.

 

Érika Guimarães, filha da vítima, disse que fará justiça com as próprias mãos e afirmou que a mãe cometeu adultério porque não se sentia amada e era constantemente agredida pelo marido. “Ela não se sentia amada, não se sentia bem ao lado dele, queria carinho e ele só a tratava com ignorância”, disse a filha.

 

Siga-nos no Instagram: @colatinanews, e no Facebook: @sitecolatinanews!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário