Família é chacinada em Zona Rural de Vila Valério e a motivação ainda é desconhecida - Colatina News

Recentes

google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

24/02/2022

Família é chacinada em Zona Rural de Vila Valério e a motivação ainda é desconhecida

A polícia isolou o local da chacina

Clauzira Flegler, 41 anos; Leandro Flegler, 22 anos; Karine Flegler, 15 anos e Vincíus Silva, 25 anos, são os nomes das pessoas assassinadas na manhã desta quinta-feira, 24, no Córrego Flor de Maio, na Zona Rural de Vila Valério, no Noroeste do Espírito Santo. A chacina chocou os moradores do Município.

 

Segundo informações, bandidos em duas motos chegaram ao local atirando em todo mundo. Clauzira e o filho Leandro tentaram fugir, mas foram alcançados e mortos em uma plantação de pimenta, cerca de 30 metros da casa, enquanto a filha Karine e o namorado Vinícius foram mortos no quarto onde dormiam.

 

Policiais civis e militares se deslocaram até o local da chacina, mas não chegaram a tempo de prender os assassinos, que estão sendo procurados na região. Não há informações se alguma coisa foi levada da residência, assim como não se sabe o motivo do massacre ocorrido na pacata localidade rural.

 

Clauzira e os filhos não tiveram chance de defesa

Segundo informações de vizinhos, no ano passado um membro da família despareceu em novembro e no início do ano seus ossos foram encontrados no meio de um cafezal em Jaguaré, tendo Clauzira reconhecido o filho pela camisa que estava usando. Posteriormente exames periciais confirmaram a identidade.

 

O local foi isolado pela polícia para os trabalhos da perícia. Estão trabalhando no caso equipes da Delegacia de Polícia de São Gabriel da Palha e das delegacias de Homicídio e Proteção à Pessoa de Colatina e Nova Venécia. Não há informações sobre os assassinos, mas há boatos de que o alvo era Vinícius.

 

Moradores da região lamentaram o acontecimento e afirmaram que a família era muito querida por todos e não se envolvia em confusões, razão pela qual ficaram surpresos com o fato. “Era um povo amigo, não incomodava ninguém e sempre estava disposto a ajudar quando procurados”, disse um vizinho das vítimas.

 

Siga-nos no Instagram: @colatinanews, e no Facebook: @sitecolatinanews!

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário