Honra lavada. Marido mata amigo que cantou sua mulher durante cachaçada em um boteco - Colatina News

Recentes

google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

20/11/2022

Honra lavada. Marido mata amigo que cantou sua mulher durante cachaçada em um boteco

A polícia registrou o acontecimento fatal

Há um velho ditado que diz que “mexer com mulher casada cheira a chumbo”. E isso foi confirmado no sábado, 12, quando Gustavo Henrique de Oliveira Santos, 34 anos, foi morto a tiros por ter cantado a mulher de um amigo quando estavam ingerindo bebas alcoólicas em um bar de Sete Lagoas, Região Central de Minas.

 

Segundo a polícia, Gustavo e o assassino trabalhavam juntos em uma fábrica de cimento e naquele dia, por volta das 11h, foram até um bar para tomar uma “gelada” e outros aperitivos, tendo a mulher do atirador chegado ao local mais tarde e foi cantada pelo amigo de seu marido, mas ignorou o acontecimento.

 

Quando chegou em casa ela não resistiu e contou para o marido o que havia acontecido. Os dois brigaram feio e quando tudo estava resolvido, Gustavo chegou à residência do casal para buscar roupas que havia deixado no local. Foi então que o assassino pegou uma arma de fogo e atirou, matando-o na hora.

 


Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local e constatou a morte de Gustavo, que foi atingido nos braços, barriga e nas costas. O assassino fugiu após o crime e até a postagem desta notícia não tinha sido preso. O corpo de Gustavo foi removido ao IML (Instituto Médico Legal).

 

O nome do envolvido não foi divulgado em virtude da total incompetência da polícia em interpretar a Lei de Abuso de Autoridade, e que em razão disso prefere botar o interesse individual acima do interesse público, colocando em risco a sociedade, que não pode identificar bandidos por não saber quem são

 


Ajude-nos se inscrevendo no nosso canal no Youtube!

Siga-nos no Instagram: @colatinanews, no Facebook: @sitecolatinanews!

 

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário