Carro da prefeitura aguadocense se envolve em acidente e é apreendido em BH - Colatina News

Recentes

09/06/2020

Carro da prefeitura aguadocense se envolve em acidente e é apreendido em BH

O  veículo oficial era dirigido por pessoa não autorizada

Um veículo pertencente ao Município de Água Doce do Norte, no Noroeste do Espírito Santo, com documentação totalmente irregular, foi apreendido pela Polícia rodoviária Estadual de Minas Gerais, depois de se envolver em um acidente com uma moto em Belo Horizonte, às 09h59m de segunda-feira, 08.

Segundo Boletim de Ocorrência, o acidente ocorreu no Anel Rodoviário, na altura do Km 470, sentido Rio de Janeiro, quando o pastor Charles Rodrigues da Silva, que estava conduzindo o veículo Ônix, placa PPA 1370, colidiu com a moto Honda CG 150, Titan, placa HKY 5952, conduzida por Alair José Mendes.

Alair caiu em decorrência do choque e sofreu algumas escoriações pelo corpo, mas dispensou atendimento médico. Charles disse aos policiais que transitava na faixa central no sentido Rio de Janeiro, quando foi surpreendido pelo motociclista, que transitava pelo corredor à esquerda e bateu no seu retrovisor.

A moto que foi atingida pelo veículo da prefeitura
Disse, ainda, que no choque o motociclista caiu e danificou o seu retrovisor esquerdo, versão contestada pelo motociclista. Alair disse que transitava pela faixa à esquerda, quando nas proximidades do Km 470 o Ônix se deslocou da faixa central para a da esquerda sem prévia sinalização e provocou a colisão.

Conta ainda Alair, que na queda sofreu escoriações leves na testa, mão e perna direitas. Na abordagem os policiais constataram que o Ônix da prefeitura aguadocense não estava devidamente licenciado desde 2018, razão pela qual foi removido para o Pátio Novo BH, de onde só sairá depois de regularizado.

Levantamento feito pelo Colatina News apurou que o pastor Charles, que em janeiro de 2020 fez 50 horas extras sem sequer aparecer no trabalho, segundo denúncias de colegas de serviço, está desligado da prefeitura para concorrer às eleições de 2020 como vereador no grupo do prefeito Paulo Márcio.

Nessa condição, o pastor Charles não poderia estar conduzindo um veículo oficial, pois não mais pertence ao quadro de servidores do Município. “Esperamos que providências sejam tomadas pelo Ministério Público contra essa palhaçada com o patrimônio público”, disse a moradora Isabel Alves.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!