Homem que juiz disse não representar perigo para a sociedade mata a mulher com facadas - Colatina News

Recentes

google.com, pub-2151647549971277, DIRECT, f08c47fec0942fa0

16/03/2022

Homem que juiz disse não representar perigo para a sociedade mata a mulher com facadas

Vanessa era sempre agredida por Francisco

Depois de matar a mulher Andressa Leite, 33 anos, a golpes de faca e tesoura, o ex-presidiário Francisco de Souza, 36 anos, foi para o boteco confraternizar com os amigos, onde acabou preso. Antes, ao notar que Andressa morreria, ele gravou um vídeo e enviou para a mãe dele, para que fosse mostrado aos filhos.

 

Segundo informações, as agressões começaram quando a mulher começou a ouvir uma música que não agradou ao marido. Após receber vários murros ela fugiu para a casa de um vizinho, mas Francisco foi atrás e a trouxe de volta para casa e a discussão continuou. Então Francisco pegou a faca e a golpeou.

 

Ele aplicou vários golpes de faca no pescoço e no peito da vítima. Com a violência dos golpes a faca quebrou e o assassino pegou uma tesoura e continuou desferindo golpes contra Andressa, que já estava sem vida. Em eguida ele gravou o vídeo e depois tomou banho e foi para o boteco comemorar o crime.

 

Francisco, que estava casado com Andressa há 20 anos e tinham três filhos em comum, já havia sido preso por assassinar um homem cujo nome não foi fornecido, mas a justiça entendeu que ele não oferecia riscos à sociedade, permitiu que respondesse em liberdade pelo crime e deu causa a essa morte.

 

“Quem deveria ser preso é esse juiz maldito, que soltou um assassino perigoso, dizendo que ele não representava perigo à sociedade. Tanto representava, que matou friamente a própria mulher com quem era casado há 20 anos”, disse uma amiga de Andressa, residente em Ferrazópolis/SP, onde o crime foi praticado.

 

Siga-nos no Instagram: @colatinanews, e no Facebook: @sitecolatinanews!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário