Combate aos motoqueiros barulhentos continua em Barra de São Francisco - Colatina News

Recentes

29/05/2020

Combate aos motoqueiros barulhentos continua em Barra de São Francisco

Motos foram vistoriadas pelos policiais

O sargento Farias, lotado no 11º BPM, de Barra de São Francisco, no Noroeste do Espírito Santo, dá prosseguimento ao seu trabalho de moralização do trânsito francisqauense, com a fiscalização de motos barulhentas, que infernizam a vida do cidadão e desrespeitam a legislação de trânsito em vigor.

A atuação do sargento vem de encontro ao anseio da população, que já não aguentava mais o barulho das motos usadas por motoqueiros irresponsáveis, que insistem em fazer uso irregular de kadrons adulterados. A atuação do sargento foi tão bem recebida, que recebeu elogios de cidades de todo país.

O comentário geral é de que a cidade ganhou nova vida e o silêncio tão almejado finalmente ocupa o seu lugar. “Volto a dizer. Esse sargento merecia uma medalha ofertada pela população de Barra de São Francisco, por nos livrar dessa praga que nos atormentava”, comenta José Alves Silveira.

As abordagens deverão continuar no final de semana
Um internauta que passava pelo local onde o sargento Farias estava atuando na fiscalização de motoqueiros ficou tão entusiasmado, que tirou fotos e encaminhou ao Colatina News, acompanhado de elogios ao policial que acabou se tornando herói pelo seu combate à classe mais odiada da cidade.

“É um trabalho excelente este realizado pelo sargento Farias. Esperamos que continue, pois esses motoqueiros são atrevidos. Quando notam que a polícia afrouxou a vigilância, eles voltam com força total e com mais intenção de azucrinar a vida de quem está à procura de paz”, afirma Álvaro Antônio.

“Com raríssimas exceções, motoqueiro é a classe mais nociva à sociedade. Além do barulho de suas motos irregulares, muitos percorrem a cidade em alta velocidade, colocando em risco a vida das pessoas. Os motoboys são os que mais infringem as leis de trânsito”, garante o pedreiro Gildásio Pereira Alves.

Leia mais sobre o assunto clicando nos links a seguir:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas noticias!